Oferta de emprego e estagio para Jaru e mais 10 municípios do estado

IEL oferece 162 vagas para professores, técnicos em informática, auxiliares entre outras. Ocupações são destinadas a 11 cidades do estado.

Nesta semana, o Instituto Euvaldi Lodi (IEL) de Rondônia oferece 162 vagas para preenchimento no Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai ) e outras empresas do estado. Leia mais deste post

Anúncios

Ivo Cassol diz que Idaron virou cabide de emprego

“Se ocorrer casos de febre aftosa, a economia do estado e dos municípios pode quebrar. Se isso acontecer, vão isolar nosso estado e não vamos ter pra quem vender nossa carne e nosso leite”.
https://i2.wp.com/g1.globo.com/Noticias/Politica/foto/0,,20910535-EX,00.jpg

Em discurso no Plenário na noite desta quarta-feira (16), o senador Ivo Cassol (PP-RO) lamentou a atual situação do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário de Rondônia (Idaron). Segundo o senador, o instituto está deteriorado e se transformou em um cabide de empregos. Leia mais deste post

Justiça defere pedido do MPT e manda interditar sede da Superintendência do Trabalho e Emprego em Rondônia

Sindsef denunciou. A decisão teve como base Ação Civil Pública movida pela Procuradoria Regional do Trabalho

http://jaruonline.com.br/timthumb.php?src=imagens/noticias/22-09-2011/ec761d060963fcbd4b982b362b334dcd.jpg&w=345Em razão de denúncia formulada pelo Sindsef junto ao Ministério Público do Trabalho da 14ª Região, sobre as péssimas condições do prédio onde funciona a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Rondônia, a Juíza Federal do Trabalho Ana Carla dos Reis decretou em caráter liminar a interdição do referido do prédio, proibindo o trabalho de qualquer pessoa no local. Leia mais deste post

Dilma diz que vai qualificar 8 milhões de trabalhadores até 2014

Presidente falou que vai construir 200 novas escolas técnicas.
Dilma pretende conceder 75 mil bolsas para quem quiser estudar no exterior.

A presidente Dilma Rousseff disse, ao longo de seu programa de rádio “Café com a presidenta”, que foi ao ar na manhã desta segunda-feira (9), que vai investir na formação dos trabalhadores e dos estudantes. Ela afirmou que o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec) vai capacitar 8 milhões de pessoas até 2014 e que irá conceder 75 mil bolsas aos que querem estudar no exterior.

Dilma Rousseff

No início do programa, Dilma falou sobre o Pronatec. Para ela, é preciso qualificar o trabalhador brasileiro.

“Criamos o Pronatec para qualificar o trabalhador de hoje e o do futuro. Nós queremos capacitar, até 2014, 8 milhões de estudantes e trabalhadores. Para quem já está no mercado de trabalho, vamos oferecer cursos de formação e qualificação profissional. E para o estudante do ensino médio, vamos oferecer formação profissionalizante. É assim: a moça ou o rapaz que quiser aprender uma profissão vai ter direito a uma bolsa de estudos; vai fazer o ensino médio num turno, e o curso profissionalizante, no outro turno. O Pronatec também vai oferecer oportunidades para os beneficiários do Bolsa Família, para que eles possam ter uma profissão e um bom emprego”.

Dilma disse que vai construir escolas pelo país para incrementar o programa. “Este ano já estamos construindo 81 novas escolas técnicas. E, até 2014, vamos construir mais 200 novas escolas técnicas. Junto com as que já existem, vamos chegar a uma rede de 555 escolas técnicas federais em todo o Brasil”.

Áreas variadas
Segundo a presidente, a programa prevê formação em várias áreas. “São cursos nas mais variadas áreas. Hoje em dia, por mais simples que seja o trabalho, é necessário ter especialização. Muita gente aprendeu na prática, mas isso agora já não basta. O pedreiro, antes, só precisava saber colocar o cimento e o tijolo; hoje, ele precisa conhecer novos materiais e as novas tecnologias usadas na construção civil. Vamos criar cursos para todos os ramos: hotelaria, culinária, cabeleireiro, informática, e outros setores fortes na economia”.

Em seguida, o jornalista perguntou como o Sistema S (Senai, Senac, Senar, Senat e Sescoop) vai entrar na rede. Dilma respondeu que vai ampliar a estrutura existente.

“Já são nossas parceiras. Vamos readequar o Sistema S e ampliar a estrutura que já existe, com recursos do BNDES. Vamos aumentar o número de escolas e de vagas gratuitas para a população de baixa renda”, disse.

Estudando no exterior
Dilma falou ainda que quem quiser estudar no exterior terá sua chance e apoio do governo. “Estamos criando um programa de apoio ao ensino no exterior. Hoje, temos 5 mil brasileiros que estudam no exterior, com bolsas custeadas pelo governo. A maior parte deles está na França, Alemanha e nos Estados Unidos. Queremos avançar. Nosso objetivo é conceder 75 mil bolsas até 2014. É um desafio grande, mas podemos alcançá-lo. Tenho certeza que com esses dois programas, o Pronatec e as bolsas no exterior, vamos dar um salto no desenvolvimento desse país”, afirmou.

Geração de empregos vai recuar em 2011, diz ministra do Planejamento

Belchior contraria estimativa do ministro Lupi de criar 3 milhões de vagas.
Segundo ministra, no entanto, haverá pleno emprego em muitos setores.

A ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, disse nesta terça-feira (26) que a geração de empregos deve recuar neste ano, na comparação com o ano passado, quando, segundo dados do Ministério do Trabalho, foram geradas 2,52 milhões de vagas com carteira assinada – recorde histórico.

“O crescimento [da economia] vai continuar gerando empregos. Não no mesmo patamar do ano passado, mas ainda em um patamar alto. Em muito setores da economia, podemos considerar que haverá pleno emprego. Os desafios são educação, ensino técnico e qualificação da mão de obra”, declarou ela durante audiência pública na Câmara dos Deputados.

A estimativa de Miriam Belchior contrasta, porém, com a previsão do ministro do Trabalho, Carlos Lupi. Para ele, a geração de empregos com carteira assinada irá acelerar neste ano e bater novo recorde histórico ao somar três milhões de empregos com carteira assinada.

Inflação
Na Câmara dos Deputados, a ministra do Planejamento repetiu boa parte da apresentação feita pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, na manhã desta terça-feira, durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) no Palácio do Planalto. Assim como Mantega, Belchior afirmou que a inflação cresceu no mundo inteiro, e não somente no Brasil. Acrescentou que o governo está utilizando “diversas armas” que possui contra o aumento dos preços.

Sobre o crescimento do crédito, que tem impactado os índices de preços, ela repetiu Mantega novamente ao dizer que o governo tenta fazer ajustes, mas “sem matar a galinha dos ovos de ouro”. “O mercado interno foi fundamental na época da crise. Queremos mantê-lo, mas em situação mais tranquila do que no ano passado. A tradição é que, em um momento como este, corto absolutamente tudo [gastos no orçamento]. Não estamos fazendo isso. Estamos mantendo o PAC [Programa de Aceleração do Crescimento] e os estímulos ao investimento privado”, declarou.

Candidatos de nível médio e elementar realizam, concurso em Jorge Teixeira

A Prefeitura de Jorge Teixeira, depois de realizar concurso com candidatos de nível superior e fundamental no domingo passado, realizou neste domingo (24) exame para os conscursandos de nível médio e elementar.

Mais uma vez as provas ocorreram em clima de tranqüilidade. Foram 40 questões com as áreas de matemática português e específico (voltado para a área específica a qual o candidato está concorrendo).

São oferecidas cerca de 400 vagas para todos os níveis e o prefeito Chico der Souza (DEM) aguarda agora o resultado para iniciar o preenchimento das vagas. O concurso tem validade para dois anos podendo ser revogados para mais dois.